IMPERMEABILIZAÇÃO DE GALERIAS DE ÁGUA DE REUSO

IMPERMEABILIZAÇÃO DE GALERIAS DE ÁGUA DE REUSO

DADOS DO PROJETO

  • Obra: Parque Industrial São Lourenço II
  • Construtora: CH3 Cons. Incorporadora
  • Cidade:  Nova Odessa – SP
  • Consumo:  2,0 kg/m² e 4,5 kg/m²
  • Área: Aprox. 1000 m²
  • Data da obra: 25 de Setembro de 2019
  • Executor: Elmar Impermeabilizações

 

PRODUTOS UTILIZADOS

  • VIAPLUS 1000
  • VIAPLUS 7000

 

ESCOPO DO PROJETO

  • Impermeabilização das estruturas de concreto
  • Barreira de umidade ascendente, vinda do solo
  • Aumento da vida útil das estruturas

 

 

RESUMO DO PROJETO

Por todo Brasil, pequenas, médias ou grandes cidades, convivem com a escassez de água em algum período do ano. Além disso, a utilização de forma indevida dos recursos hídricos levaram governos a adotarem o racionamento como medida para diminuir os impactos ao ambiente e à população.

Com o objetivo de auxiliar moradores, empresários, comerciantes e o próprio setor público a usar corretamente as águas pluviais, empresas especializaram-se no desenvolvimento de projetos para solucionar problemas de falta d’água ou uso incorreto do recurso natural.

Neste projeto, foram construídas galerias enterradas em aduelas de concreto pré-moldado com a finalidade de captar a água da chuva dos telhados.

Trata-se de um recurso altamente tecnológico, indicado para minimizar os impactos de grandes enxurradas, prevenir enchentes, reduzir o descarte de poluentes em córregos e rios, e auxiliar empresas e grandes estabelecimentos comerciais a aplicar água visando preservar o meio ambiente e ainda gerar economia.

Para garantir a impermeabilização dessas estruturas de concreto, contribuindo com o aumento da sua vida útil, foi utilizado um sistema composto pelos produtos VIAPLUS 1000 e VIAPLUS 7000, com reforço da tela de poliéster MANTEX.

A utilização do produto VIAPLUS 1000 serviu para colmatar irregularidades no substrato, além de barrar a umidade ascendente do solo (pressão negativa). O produto VIAPLUS 7000 teve a função de garantir a estanqueidade das estruturas em contato com a água (pressão positiva), com a capacidade de acompanhar as solicitações da estrutura.

 

Leave A Comment

Your email is safe with us.